Guia jurídico para uso da Internet

1) “O que me foi enviado pertence apenas a mim” Quando receber fotos e informações particulares direcionadas a você, parta do princípio que aquilo não é para mais ninguém saber.

2) “O que compartilho pertence também a mim” Compartilhado o conteúdo, você está referendando este e pode ser responsabilizado por inverdades e ofensas.

3) “Utilizo free commons / Creative Commons” Busque no Google por aquelas com licença livre.

4) “Desconfio do conteúdo” Internet é um terreno fértil para mentiras, em especial direcionadas para uso político, bullying e fraudes. Veja se a imagem compartilhada realmente demonstra o conteúdo descrito. Cuidado com os famosos “este homem fez…”, “esta mulher cometeu…”, “Compartilhe até…”.

5) “Sei que é meio de prova” Tudo o que você disser na internet pode sim ser usado contra você no Poder Judiciário. Mentalize isso.

6) “A internet ainda é uma novidade para o Direito” Muitas regras jurídicas são antigas, derivadas do direito romano. Os juristas ainda não exauriram o trabalho de atualização das diversas ocorrências para o mundo digital. Muita coisa ainda é incerta.

7) “Minha exposição pode ser matéria-prima para criminosos” Criminosos possuem um carinho especial pela internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
WhatsApp WhatsApp